FRASES INTERESSANTES SOBRE O LATIM.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FRASES INTERESSANTES SOBRE O LATIM.

Mensagem por Waldir Cury em Qua Out 14, 2015 7:03 pm

FRASES INTERESSANTES SOBRE O LATIM.

As frases abaixo foram extraídas do livro “Gramática Latina”, de P. Júlio Comba, S.D.B.

 

“Não pergunte o que o seu filho vai fazer do latim, mas sim, o que o latim vai fazer de seu filho”. (Prof. Harold, senador inglês.)



 

“Duas disciplinas são absolutamente necessárias para quem quiser possuir espírito claro e penetrante: a geometria e o latim”. 
(Giácomo Albanese, grande matemático italiano.)


 

“O professor que, pela vez primeira, abre a gramática na declinação de rosa, rosae, não sabe sobre que canteiros de flores abre a alma do jovem”.
(Charles Péguy, primoroso romancista francês.)



 

“O estudo do latim é uma preparação utilíssima para o estudo das matemáticas”. (H. Poincaré, grande matemático francês.)



 

“Antes de mais nada é preciso aprender a pensar; e, para pensar certo, eu creio no poder das humanidades: latim e grego”.
(Gal. Eisenhower, presidente dos Estados Unidos.)



 

“Adquiram (os seminaristas) tal conhecimento da língua latina, que lhes permita entender e utilizar tantas fontes científicas e documentos eclesiásticos”.
(Conc. Vat. II, Optatam Totius, nº 13; 1311.)



 

“Sem muito latim é impossível saber um pouco de português”. (Augusto Magne, um dos maiores filólogos do Brasil.)



 

“O idioma latino, um dos mais formosos, com o grego, que se falaram jamais sobre a terra”.  (Augusto Magne.)



 

“Só o latim, esse latim de que os estudantes fogem como de uma coisa negregada, nos garante uma boa sintaxe,
nos permite evitar as impropriedades, conservar às palavras o seu verdadeiro significado, aproximando-as
de sua verdadeira significação etimológica, como faziam os clássicos de nossa literatura que alimentaram
o seu espírito com forte seiva latina”. 
(Mário Barreto, notável filólogo brasileiro.)



 

“Como esquecer que as línguas latina e grega, longe de serem para nós mundos diferentes, longínquos,
como o inglês e o alemão, são nossas verdadeiras pátrias?”
(J. Chevalier, professor de filosofia na universidade de Grenoble.)


 

 

“Aos estudos do latim e do grego foi dado o nome de humanidades, porque transformam os que a eles se dedicam
em homens educados, afáveis, lhanos, acessíveis e tratáveis”. 
(J. Pontano, o maior escritor latino do século XV.)



 

“Os grandes clássicos de Roma e Grécia são os maiores artistas da palavra”.  (Leonel Franca, escritor brasileiro.)



 

“O estudo do latim não é mero luxo, dele se formou, por ele cresceu e se poliu o português; por ele se pode ainda
enriquecer e curar-se dos maus humores que o vão contaminando cada vez mais”.
(Antônio Feliciano de Castilho, um dos maiores vultos da literatura portuguesa.)


 

“Se ambicionardes deixar à posteridade cousa que lhe mereça aplausos de clássica, se quereis sacar maravilhas
desta mal avaliada harpa, chamada língua portuguesa, se quereis que o nosso povo readquira, e melhorado,
o que maus administradores lhe têm perdido por incúria, e se lhe restaure um pouco de brio fecundo, voltemo-nos ao latim”. 
(Antônio Feliciano de Castilho.)



 

“O latim, língua antiga, não morta!  Os anfiteatros desfeitos, os foros gloriosos e os templos dos Césares estão mudos,
mas falam as basílicas de Jesus Cristo, onde os sacerdotes do Evangelho e os herdeiros dos mártires repetem e cantam
as salmodias e os hinos dos primeiros séculos na língua consagrada dos romanos”.
  (Pio XII.)



 

“Desse grupo (ítalo-céltico) de línguas grosseiras e ásperas, sairia, muito mais tarde, o formoso idioma do Lácio,
que havia de dominar o mundo com sua força, maravilhá-lo com seu esplendor, e através de evoluções sucessivas, eterno,
jamais calar-se nos lábios dos homens”. 
(Serafim da Silva Neto, filólogo.)



 

“O latim...a bela, a rica, a pomposa língua, esplendidamente vestida como uma rainha”. (Carneiro Ribeiro, o mestre de Rui Barbosa.)



 

“Para ler um livro moderno basta abrir o dicionário.  No latim tudo está para ser descoberto: função da palavra,
relação entre as partes do discurso, concatenação de ideias.
  Mas a criança é ventoinha, passa de uma coisa para outra. 
Semelhante instinto será corrigido pelo estudo do latim.  O latim não só trava as ideias, mas as ordena conforme a sua importância. 
Se essa importância for secundária, a sintaxe a mandará para um lugar secundário.  -  As línguas modernas igualam tudo. 
Sem o latim a criança não sabe distinguir entre o principal e o secundário.  O latim há de corrigi-la”.  (François Charmot, S. J.)



 

“Latina lingua... thesaurus est incomparandae praestantiae; quare sacrorum administer qui eam ignorat, retinendus est lamentabili mentis
laborare squalore. 
Latina lingua, gloria sacerdotum... Quid digne celebret nunc imperialem sermonem – “basilikè glossa”* a Graecis appellabatur
– quae vera non enuntiat sed sculpit, quae in edictis et sententiis peculiar splendet gravitate, quae in Latina Ecclesia liturgico fruitur usu,
quae denique Latinae Ecclesiae est magni pretii vinculum?
  Nullus sit sacerdos, qui eam nesciat facile et expedite legere, et loqui!
  Praeter haec utinam oriantur inter vos haud parvi et pauci qui etiam presso et eleganti dicendi genere eam scribere valeant!” (Pio XII.)


 

* “língua imperial”.
avatar
Waldir Cury

Número de Mensagens : 139
Idade : 73
Nacionalidade : Brasileira
Data de inscrição : 22/04/2015

http://www.taquigrafiaemfoco.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum