Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1,1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1,1

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Dom Nov 01, 2015 7:01 pm

Boa noite, Professor Rafael Falcón e colegas. 

Inicio a tradução dos poemas de Catulo. Vou proceder da seguinte forma: colocar o original, retirado de http://www.thelatinlibrary.com/catullus.shtml , o glossário, minha tentativa de tradução e eventual correção, de acordo com a tradução de F.W. Cornish, revista por G. P. Goold, a qual, muitas vezes, e não apenas nos poemas indicados como 15, 21, 37, 59, 71, 74, 78, 79, 80, 89, 94, 97, 100, 110, 111, 112, 113, me parece muito mais  paráfrase, do que tradução.


I. ad Cornelium
Cui dono lepidum novum libellum
arida modo pumice expolitum?
Corneli, tibi: namque tu solebas
meas esse aliquid putare nugas.
Iam tum, cum ausus es unus Italorum
omne aevum tribus explicare cartis
Doctis, Iuppiter, et laboriosis!
Quare habe tibi quidquid hoc libelli—
qualecumque, quod, o patrona virgo,
plus uno maneat perenne saeclo!

 
 
Libellus, i, s n. Opúsculo. Pequeno livro.
Lepidus, a, um, adj. Gracioso, bonito, encantador, espirituoso.
Pumex, cis, s m e f: Pedra-pomes, Rocha, rochedo. O gênero feminino é raro, ocorrendo em Catulo I, 2.
Expolio, is, ire, ivi, itum: polir inteiramente, dar lustro; embelezar, ornar.
Namque: O fato é que, e de fato pois.
Nugae, arum s.f. Nugas, ninharias,  frivolidades. Versos ligeiros (Catulo I, 4).
Iam, ad. Agora, desde agora.
Tum, ad.m Então, além disso.
Audeo, es, ere, ausus sum, v. semdep: Ter desejos de, ter audácia, ousar.
Aevum, i, s n  Tempo, época, geração, século.
Explico, as, are, avi , atum,  explicar, desenrolar.
Charta (carta), ae, Volume (Catul. I, 6)
Tribus, us, s fem. Tribo.
Laboriosus, a, um, adj. Laborioso, custoso
Quare, pelo que, por isso.
Hic, haec, hoc: este, esta, isto
Quidquid, tudo o que; seja o que for.
Qualiscumque, qualecumque: qualquer que. Qualquer, tal como.               
 
I.            Para Cornélio
 
A quem dou o novo livrinho espirituoso,
Polido à maneira de pedra-pomes?
A ti, Cornélio: pois tu costumavas
Considerar como algo meus versos ligeiros.
Agora, então, porque ousas ser o único a explicar
Em volumes doutos e laboriosos, por Júpiter,
toda a geração dos três itálicos!
Por isso mantém contigo o que quiseres deste livrinho-
Para que qualquer dele, ó virgem padroeira,
Permanece perenemente mais de um século!
 
Corrigido: Há muito tempo, quanto tiveste coragem, somente
Tu dos italianos, de estabelecer toda a história do mundo em três volumes!
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 325
Idade : 51
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum