Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1,4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1,4

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Seg Nov 23, 2015 11:44 am

Não consegui fazer a tradução dos versos 17 a 21:






IV. de phasello
Phaselus ille, quem videtis, hospites,
ait fuisse navium celerrimus,
neque ullius natantis impetum trabis
nequisse praeterire, sive palmulis
opus foret volare sive linteo.
et hoc negat minacis Hadriatici
negare litus insulasve Cycladas
Rhodumque nobilem horridamque Thraciam
Propontida trucemve Ponticum sinum,
ubi iste post phaselus antea fuit
comata silva; nam Cytorio in iugo
loquente saepe sibilum edidit coma.
Amastri Pontica et Cytore buxifer,
tibi haec fuisse et esse cognitissima
ait phaselus: ultima ex origine
tuo stetisse dicit in cacumine,
tuo imbuisse palmulas in aequore,
et inde tot per impotentia freta
erum tulisse, laeva sive dextera
vocaret aura, sive utrumque Iuppiter
simul secundus incidisset in pedem;
neque ulla vota litoralibus deis
sibi esse facta, cum veniret a mari
novissimo hunc ad usque limpidum lacum.
sed haec prius fuere: nunc recondita
senet quiete seque dedicat tibi,
gemelle Castor et gemelle Castoris.

 
Phasellus, i, sm. Feijão, Barco (com a forma de um feijão); embarcação ligeira, chalupa.  
Hospes, itis, hóspede, estrangeiro.
Trabs, trabis, Navio.
Nequeo, is, ire, ivi, itum. Não poder, não ser capaz.
Sive, ou, ou mesmo.
Palmula, ae, A mão, remo, pá de remo.
Linteum, i, tecido de linho; vela (de navio).
Minax, acis, adj: Ameaçador.
Litus, oris, sub. N: Praia, costa, beira-mar.
Ve, partícula enclítica: ou.
Cyclades, um: su pl fem: Cícaldes, ilhas do mar Egeu, entre o Peloponeso e as Espérades.
Propontidis, idis, s.f. Propôntida, nome do atual mar de Mármara.
Trux, trucis, ad. Feroz, selvagem, cruel.
Cytorus, i, su masculino: Citoro, monte da Paflagônia.           
Edo, is, ere, Didi, ditum, dar o lume, produzir. Edo, edit, edere: comer, roem.   
Coma, ae, s.fem, Coma, cabeleira; folhagem.
Sibilus, i, s.m. Sibilio, silvo, vaia.             
Sinus, us, velas infunadas.
Buxifer, ra, um, adj. Que produz buxos.       
Amastris, is, idis, s pr.f: Amástrides, ou Amástris, cidade do Ponto.
Ultimus, a, um, adj. O maior, o supremo, o mais elevado; o mais afastado.
Origo, inis, Fonte, origem.
Cacumen, inis, s. n.  cimo, ponta, cume, auge, perfeição.         
Sto, as,m are, steti, steti, statum: estar de pé. Ling. militar: não recuar
Imbuo, is, re, bui, buum: imbuir, impregnar, embeber, ensopar, insinuar, experimentar.        
Palmula, ae, s.f. a palma da mão, a mão; remo.
Fretum, i, s.n; Estreito, braço do mar.  agitação das águas.
Fretus, a, um, fiado em; apoiado em  
Laevus, a, um, adj. Esquerdo; desfavorável 
Inde, adv. De lá. Daí.
Tot, adv. Tão grande número, tantos. Só empregado com plurais.
Erus, ou Herus, i, s.mas: semhor.proprietário. soberano
Votum, i, s.n: Voto, promessa.
Litoralis, e, adj. Da costa, do litoral.
Novissimum, i, s.n.
Usque, adv e prep.: até.
Recondita, orum: as partes secretas, lugares reservados.
 
IV. Do navio
Esse navio, que vedes, estrangeiros,
Diz-se que foi o mais rápidos dos navios,
Nenhum ímpeto do remo de outros que nadavam

Era capaz de ultrapassá-lo, ou
fosse necessário voar ou à vela.
E isto o litoral do Adriático ameaçador
Não nega, nem as ilhas Cíclades
E o nobre Rodes e a hórrida Trácia
E as velas infunadas cruéis do Pôntico Propôntida,
Onde esse navio esteve antes e depois na folhagem selvagem;
Pois no jugo Citório muitas vezes, roçou a folhagem farfalhante.
O buxeiro da Amástride Pôntica e do Citoro,
A ti eles foram e são conhecidíssidos,
Diz o navio: da origem mais distante em tua
Perfeição não recuaste, diz, em teu mar
Ensopaste os remos,
E daí  também por agitações impotentes do mar tomou
Os estreitos do soberano, à esquerda ou à direita,
Chamou áureas, ou simultaneamente caiu em segundo lugar
Em ambos os pés de Júpiter;
Nem nenhuns votos aos deuses litorais
Fez para si, quando vier do mar
Em breve até este lago límpido.
Mas antes fora essas coisas: agora
em lugares recônditos envelhece e dedica-se a ti,
ó gêmeo Castor e, ó gêmeo de Castor. 
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 331
Idade : 51
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum