Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Fabiano Rollim em Seg Ago 05, 2013 8:49 pm

Introito da Missa do domingo que vem, pelo calendário antigo => XII Domingo Após Pentecostes.

Nesta pequena peça gregoriana encontramos 9 formas verbais!

Link para uma gravação da peça: http://www.ccwatershed.org/media/audio/12/07/30/18-34-23_0.mp3


Deus in adjutorium meum intende: Domine ad adjuvandum me festina: confundantur et revereantur inimici mei, qui quaerunt animam meam. Ps. Avertantur retrorsum et erubescant, qui volunt mihi mala.


Tentei uma tradução bem literal, utilizando o método das aulas. Chamou-me a atenção a dupla confundantur et revereantur, com a mesma terminação e colocados lado a lado, mas estando o primeiro na voz passiva e o segundo na ativa, já que é depoente (revereor, -eri).


Estendei-vos Deus em meu socorro: apressai-vos Senhor para vir em meu auxílio: meus inimigos sejam confundidos e vos respeitem, aqueles que perseguem a minha alma. Sl. Sejam afastados para trás e envergonhem-se, aqueles que desejam males para mim.


Vocabulário:

adjutorium, -i (n.): ajuda, socorro.
intendo, -is, -êre, -tendi, -tentum: estender para. Estender-se, dirigir-se para.
adjuvo, -as, -are, -juvi, -jutum: vir em auxílio de, auxiliar, ajudar.
festino, -as, -are, -avi, -atum: apressar-se, despachar-se.
confundo, -is, -ere, -fudi, -fusum: derramar juntamente, misturar. Confundir.
revereor, -eris, -eri, -veritus sum (dep.): respeitar, reverenciar, venerar.
quaero, -is, -êre, -quaesivi (quaesii), quaesitum e quaestum: procurar, buscar, fazer uma busca ou investigação. Na língua jurídica: demandar, perseguir judicialmente.
averto, -is, -ére, -verti, aversum: voltar para o outro lado, desviar, afastar, repelir.
retrorsum (adv.): para trás, em sentido inverso.
erubesco, -is, -êre, -rubui: enrubescer, tornar-se vermelho.  Corar de vergonha, ter vergonha, envergonhar-se.
volo, vis, vult, vele, volui: querer, desejar.
malum, -i (subst.): mal.
avatar
Fabiano Rollim

Número de Mensagens : 91
Idade : 46
Nacionalidade : Brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Seg Ago 05, 2013 10:13 pm

Ótima tradução, Fabiano

Parabéns. A única observação que tenho para fazer é que as formas verbais - referidas a Deus - deveriam estar na segunda pessoa do singular.

No entanto, se considerarmos que, apesar de em latim se dizer "Pater Noster que is in caelis", ao pé da letra: Pai Nosso, que estás nos céus, em português a forma comum é "Pai Nosso, que estais nos céus", está perfeita tua tradução. 

Gostaria de indagar do Professor Rafael por que, de maneira geral, as preces, em latim, estão na segunda pessoa do singular, quando referidas a Deus, e em português foram traduzidas pela segunda do plural.
Abraço
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 323
Idade : 50
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Rafael Falcón em Ter Ago 06, 2013 12:53 am

Texto muito apropriado para o momento do curso, e excelentes observações, Fabiano.

Respondendo à pergunta de Elpídio, em português a segunda do plural pode ser usada como tratamento cortês às pessoas de mais alta classe (como reis e nobres). Vemos isso, na verdade, já no galego-português. Em latim não havia tratamento gramatical diferenciado para a nobreza. Chamava-se o imperador de tu, a princípio. Depois passou-se a usar a terceira pessoa (ex: tua maiestas), mas moderadamente. Como em português há o recurso, trata-se Deus como um rei.
avatar
Rafael Falcón
Admin

Número de Mensagens : 412
Data de inscrição : 18/01/2009

http://www.rafaelfalcon.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Ter Ago 06, 2013 6:22 am

Caro Professor Rafael,

Muito obrigado pelas explicações. 

Abraço.
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 323
Idade : 50
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Fabiano Rollim em Ter Ago 06, 2013 8:20 am

É, Elpídio, estou tão acostumado com o tratamento dispensado a Deus em português (conforme explicado pelo Rafael) que passei batido na minha intenção de fazer uma "tradução bem literal".

Ainda sobre a questão do "tu" e do "vós", lembrei de um texto do falecido D. Clemente Isnard, onde ele conta como foi o processo de tradução do latim do Missal de Paulo VI (1970) para o português. No final, a segunda pessoa do plural ganhou, mas estivemos à beira de termos Deus referido como "tu" na liturgia católica, pelo menos de 1970 para cá.

Vejam trecho abaixo. O texto completo encontra-se em:
http://oblatvs.blogspot.com.br/2009/01/dom-clemente-isnard.html
Para quem quer aprofundar-se sobre as calamidades que foram feitas na tradução do Missal para o português, vai ser muito interessante ler o texto completo.

O primeiro trabalho que se nos apresentava era o das traduções, para introdução do vernáculo na Liturgia. E aí surgia a questão: será uma tradução brasileira ou portuguesa? Parecia-nos então que o começo seria um entendimento com os Bispos de Portugal. Fomos os quatro ao Seminário Português em Roma, onde estavam hospedados os portugueses, e depois de uma tarde de entendimento, concluímos que seria preciso adotar uma tradução comum da Bíblia. Chegamos até a combinar algumas coisas práticas. Mas daí não ouve seguimento. Surgiram logo dificuldades, e entre elas a maior: que tratamento dar a Deus, “tu” ou “vós”? Os portugueses queriam  “ Vós “ e os brasileiros da comissão queriam “Tu “, mas os Bispos brasileiros estavam divididos. Mais tarde, numa assembléia geral celebrada em São Paulo (no Ipiranga), foi feita a votação por escrito, e o resultado foi surpreendente: empate rigoroso. Enquanto isso os padres que trabalhavam nas traduções, sob a orientação de Dom Timóteo Amoroso Anastácio, optavam pelo “tu “e ciclostilavam os primeiros textos em “tu “. Era angustiante, e não se via solução: Portugal era “vós" e Brasil empatado entre “vós”  e “tu”.
A discussão “vós” e “tu” voltou mais de uma vez à Assembléia Geral. Dom Lamartine citava em apoio do “tu” uns versinhos do século 16 ou 17: “se a Deus se chama de “tu” e a El-Rey de “vós”, como chamar o Juiz de Igarassu: 'tu' e 'vós' , 'vós' e tu?”. O mais difícil é que Roma queria um acordo entre Brasil e Portugal, e sem o acordo se recusava a aprovar qualquer revisão. O assunto chegou ao Papa, e o grande Paulo VI decidiu que não se devia ter todas as versões iguais, em Portugal e no Brasil, mas que seria suficiente ter o texto do povo igual, de modo que o povo pudesse rezar em Portugal e no Brasil da mesma forma. Assim, a Oração Eucarística poderia ter uma tradução em Portugal e outra no Brasil, mas as respostas do povo deveriam ser idênticas. E assim  foi feito. Mas era preciso resolver o problema do “tu” e “vós”.
avatar
Fabiano Rollim

Número de Mensagens : 91
Idade : 46
Nacionalidade : Brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Ter Ago 06, 2013 10:06 am

Caro Fabiano,

Muitíssimo obrigado pelo esclarecimento. O texto, na íntegra, é estarrecedor. Sigo, pois, o meu missal pelo original latim, e não pela tradução que vem ao lado. Aqui em São Paulo freqüento, desde janeiro deste ano, a missa tridentina, celebrada na Capela de Santa Luzia, Menino Jesus de Praga e Nossa Senhora da Cabeça, e temos o privilégio de contar com os sermões de Padre Jonas, um pregador de truz.
Abraço
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 323
Idade : 50
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Ter Ago 06, 2013 2:07 pm

Caro Fabiano,

Lembrei-me que o meu missal é de 1959, anterior, pois ao Concílio Vaticano II.
Abraço
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 323
Idade : 50
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Introito do XII Domingo Após Pentecostes

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum