Gai Valeri Catulli Veronensis, Liber1, 10

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gai Valeri Catulli Veronensis, Liber1, 10

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Seg Fev 29, 2016 11:51 am


X. ad Varum
Varus me meus ad suos amores
visum duxerat e foro otiosum,
scortillum, ut mihi tum repente visum est,
non sane illepidum neque invenustum,
huc ut venimus, incidere nobis
sermones varii, in quibus, quid esset
iam Bithynia, quo modo se haberet,
et quonam mihi profuisset aere.
respondi id quod erat, nihil neque ipsis
nec praetoribus esse nec cohorti,
cur quisquam caput unctius referret,
praesertim quibus esset irrumator
praetor, nec faceret pili cohortem.
'at certe tamen,' inquiunt 'quod illic
natum dicitur esse, comparasti
ad lecticam homines.' ego, ut puellae
unum me facerem beatiorem,
'non' inquam 'mihi tam fuit maligne
ut, provincia quod mala incidisset,
non possem octo homines parare rectos.'
at mi nullus erat nec hic neque illic
fractum qui veteris pedem grabati
in collo sibi collocare posset.
hic illa, ut decuit cinaediorem,
'quaeso' inquit 'mihi, mi Catulle, paulum
istos commoda: nam volo ad Serapim
deferri.' 'mane' inquii puellae,
'istud quod modo dixeram me habere,
fugit me ratio: meus sodalis—
Cinna est Gaius—is sibi paravit.
verum, utrum illius an mei, quid ad me?
utor tam bene quam mihi pararim.
sed tu insulsa male et molesta vivis,
per quam non licet esse neglegentem.'

 
Forum, i, s.n. mercado, praça.
Duco, is, ere, duxi, ductum, conduzir, levar, guiar.
Viso, ie, ere, visi, visum, procurar ver, visitar.
Scortilum, i, s.n. diminutivo de scorum, pequena meretriz.
Ut, entre outros sentidos: quando.
Sane, adv. completamente
Illepidus, a, um, adj. Sem graça, desagradável.
Invenustus, a, um, adj, que não tem beleza, sem graça, sem elegância.
Huc, para aqui, para este lugar, a tal ponto.
Bithynia, ae, Bitínia, região a N.O. da Ásia Menor.
Quonam, para onde? Então, para onde, pois?
aer, aeris, ar, nuvem.
Prosum, prodes, prodesse, profui, ser útil, servir, aproveitar.
Respondeo, is, ere, spondi, sponum: responder
Unctus, a, um, untado, perfumado, rico
Quisquam, alguém,
Cur, porque? Por que razão?
Praesertim, adv, especialmente, principalmente.
Irrumo, as, are, avi, atum: meter na boca de alguém, dar o seio(sentido priapeu) Catul 16, 1)
Pilus, i, s m: Manípulo, companhia dos soldados chamados triário.
Certe, adv. Certamente, seguramente.
Tamen, conj, todavia, contudo.
Inquam, is, it, verbo defectivo, digo, dizes, diz.
Illlic, illaec, illuc, formas arcaicas de ille, illa, illud,
Lectica, ae, lectica, liteira.
Maligne, adv. Miseravelmente, malignamente
Comparo, as, ara, avi, atu, comprar
Paro, as, are, avi, atum, preparar, arranjar.
Rectus, a, um, reto, bom, belo, virtuoso.
Mi = mihi
Illic, forma arcaica de ille.
Grabatus, i, s m: Catre.
Collum, i, s.n Pescoço
Colloco, as, are, avi, atum: fazer deitar
decet, ere, decuit, v,. impe: convir, ser mister, ser conveniente.
Cinaedus, a, um, adj. Dissoluto, torpe, efeminado, pederasta.
Commodo, as, ara, avo, atum, ajustar, adaptar. Emprestar, conceder. 
Defero, fers, ferre, tuli, latum,levar, submeter, delatar.
Serapis, is,  Serápis.
Maneo, es, mansi, masum, ficar, permanecer.
Sodalis, is, s m: companheiro, camarada.
Cinna, ae, Hélio Cina, poeta e amigo de Catulo (10, 31).
Paro, as, are, avi, atum, preparar-se.
Utrum. Adv. Acaso, porventura, se. 
Neglegens, entis: negligente
Insulsus, a, um, sem sal, imbecil,
Molestus, a, um, nocivo, perigoso.
 
 
 
 
X. A Varo
O meu Varo me conduziu da praça, onde eu estava ocioso,
Para ver seus amores:
uma meretrizinha, quando vista por mim,
não de todo sem graça nem deselegante [me pareceu],
quando viemos a este lugar, caíram sobre nós
discursos vários, dentre os quais, o que se passa
em Bitínia, de que modo se comporta,
e se eu ganhara algum cobre.  
respondi o que era, nada há para
os próprios pretores, nem para suas coortes,
por que alguém leva a cabeça
mais rica, especialmente para aqueles
que têm um pretor vil, e não
faria de manípulo da coorte.
Dizem “e, todavia, certamente onde
este disse ter nascido, compraste
os homens para a liteira.” Eu, para
que fazer alguém mais feliz que a menina,
digo não me foi tão miseravelmente
que, a má província onde incidisse,
não pudesse arranhar oito homens justos.
E para mim não havia nenhum, nem este
nem aquele que pudesse fazer deitar na
cabeceira de seu catre o pé fraturado de um velho.
esta, como convém às mais dissolutas,
diz estas coisas: peço que a mim, meu Catulo,
me concedas estes: pois quero ser
levada a Serápis. “Pára”, digo à moça,
isto que disse que era meu,
foge de mim a razão: meu companheiro –
Cina é Gaio – este o preparou para si.
Verdadeiramente, se dele ou meu, o que para mim?
Emprego tão bem quanto tinha preparado para mim.
Mas tu, imbecil e nocivamente vives,

pela qual não se deve ser negligente. 
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 323
Idade : 50
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum