Gai Valeri Catulli Liber 1, 17

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gai Valeri Catulli Liber 1, 17

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Sex Fev 17, 2017 5:15 pm

XVII.
O Colonia, quae cupis ponte ludere longo,
et salire paratum habes, sed vereris inepta
crura ponticuli axulis stantis in redivivis,
ne supinus eat cavaque in palude recumbat:
sic tibi bonus ex tua pons libidine fiat,
in quo vel Salisubsali sacra suscipiantur,
munus hoc mihi maximi da, Colonia, risus.
quendam municipem meum de tuo volo ponte
ire praecipitem in lutum per caputque pedesque,
verum totius ut lacus putidaeque paludis
lividissima maximeque est profunda vorago.
insulsissimus est homo, nec sapit pueri instar
bimuli tremula patris dormientis in ulna.
cui cum sit viridissimo nupta flore puella
et puella tenellulo delicatior haedo,
adservanda nigerrimis diligentius uuis,
ludere hanc sinit ut lubet, nec pili facit uni,
nec se subleuat ex sua parte, sed velut alnus
in fossa Liguri iacet suppernata securi,
tantundem omnia sentiens quam si nulla sit usquam;
talis iste meus stupor nil videt, nihil audit,
ipse qui sit, utrum sit an non sit, id quoque nescit.
nunc eum volo de tuo ponte mittere pronum,
si pote stolidum repente excitare veternum,
et supinum animum in gravi derelinquere caeno,
ferream ut soleam tenaci in voragine mula.

 
Ludo, is, ere, lusi, lusum, Ridicularizar, zombar, escarnecer, brincar, divertir-se.  
Longus, a. um, adj. Comprido.
Salio, is, ire, salui, saltum, Saltar, pular.
Paratus, a, um, adj. Preparado.
Vereor, erid, rti, veritus sum, ter medo , escrúpulos, respeitar, temer, recear. V. dep.
Ineptus, a, um, adj: inepto, inábil.
Crus cruris, s. n: Pilastras.
Ponticulus, i, sm. Ponte pequena.
Axis, is, s. n Eixo.
Redivivus, a, um, adj. Velhos materiais.
Supinus, , a, um, adj. Dobrado, reclinado.
Eo, is, ire, o, ivi itum: ir.
Recumbo, , is, ere, cubui, Cair sobre.
Cavus, a, um, profundo
Libido,  inis, s.f. Desejo, vontade, capricho.
Pons, tis, s.m. Ponte.
Salisubdili, orum, s,plural. Sálios, sacerdotes que dançavam
Suscipio, is, ere, cepi, cetum, suster, amparar. Tomar a seu cargo.
Munus, eris, subt. N: cargo, função, ocupação.
Risus, sus, s. mas. Riso.
Vel, adv. Por exemplo, talvez.
Municeps, cipis, s me f.: munícipe, concidadão.
Quidam, quaedam, quiddam, um certo, algum.
Praecipito, as, ara, avi, atum, precipitar, lançar de cima para baixo. Empurrar.
Lutum, i, sub n. Lama, lodo.
Vorago, inis, s.f.  Abismo, sorvedouro.
Lividus, a, aum, negro.
Insulsus, a, um, insípido, imbecil.
Sapio,  is, ere, ii, ivi: saber.                                                                                                                                                              
Instar, n. incl: valor, equivalente.
Ulna, ae, s.f Antebraço, braço.
Bimulus, a,  im. Adj que tem apenas dois anos de idade.
Flos, is, s.m Flor, vigor, força.
Viridis, e, adj. Verde; Novo, fresco.
Tenellus, a, u, adj. Um tanto tenro, delicado
Haedus, i, s m. Bode, cabrito.
Uva, ae, s.f. Uva.
Nuptus, a, um, adj. Recém-casado.
Adservo, as, are, avi, atum, vigiar, guardar.
Sino, is, ere, sivi, Colocar, permitir.
Libet (lubet), ere, buit, bitumv. Impe e intr. Ter vontade, agradar.  
Sublevo, as, are, avi, atum, levantar, erguer, sustentar. Aliviar, diminuir. Ajudar, socorrer.
Alnus, i, sub, fem: Amieiro. Alno, barco
Pilus, i, pelo// Manípulo; triários
Suppernatus, adj, cortado
Tantundem, Tanto, tão grande, outro tanto.
Pronus, a, um, inclinado, fácil.
Veternus, i, velhice, marasmo.
Stolidus, a, um, Estólido, imbecil.
Vorago, inis, sorvedouro, abismo.
Tenax, icis, aderente
 
 
XVII.
Oh Colônia, que queres brincar com uma ponte comprida, e tens preparado o salto, mas temes
as pilastras ineptas da pontezinha, de eixos que são feitos de velhos materiais, que ela se incline e caia no pântano profundo:
assim te seja a boa ponte por teu capricho,
na qual talvez as coisas sagradas dos Sálios amparem,
o riso me dá esta ocupação, Colônia.
a certo meu munícipe quero ir precipitar
de tua ponte na lama, pela cabeça e pelos pés,
porque verdadeiramente todo o lago é
um abismo profundo de pântano fedorento e nigérrimo.  
o homem é imbecilíssimo, não sabe o equivalente
a um infante de dois anos no braço trêmulo dos pais que dormem.
ao qual foi dada em casamento uma jovem, na flor da idade,
a qual, delicada, de ser guardada
mais diligentemente do que as uvas nigérrimas.
permite que esta brinque para quanto quer, nem
se importa, nem se levanta de sua parte, ou como o barco
jaz na fossa de Ligúrio cortada pela secure,
outro tanto sentindo todas as coisas como se nada fossem;
este meu estupor nada vê, nada ouve,
ele o que é, se é ou se não é, o que também desconhece.
agora quero pô-lo jogá-lo de tua ponte,
a ver se pode o estólido de repente excitar o marasmo,
e largar a alma no lodo grave,

como a mula deixa a sola de ferro  no abismo aderente. 
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 331
Idade : 51
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum