Apresentações e impressões da primeira aula

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por André Klojda em Dom Mar 30, 2014 8:38 pm

Boa noite a todos!

Sou novo no curso e até o momento assisti só as duas primeiras aulas. Como ainda estou bem no início, tenho aqueles naturais pontos de interrogação na cabeça. Mas estou gostando muito do material, parabéns, Rafael! Tenho uma duvidazinha, porém, à parte das aulas: o que você acha do Dicionário do Latim Essencial, de Antônio Martinez de Rezende e Sandra Braga Bianchet, publicado pela Editora Autêntica? É o único dicionário físico que tenho encontrado nas livrarias.

Abraço!
avatar
André Klojda

Número de Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Rafael Falcón em Seg Mar 31, 2014 1:57 pm

André, não o conheço. Verifique se ele segue as normas que expliquei nas aulas; por exemplo, se para cada verbo ele segue a ordem [amo, -as, -are, amavi, amatum]. Verifique também se ele remete as formas irregulares. Exemplo: ao procurar a forma sit o dicionário nos remete ao verbo sum? O Faria faz isso. Se o dicionário não atender a essas exigências, acho melhor comprar o Faria num sebo: www.estantevirtual.com.br

Abs!
avatar
Rafael Falcón
Admin

Número de Mensagens : 412
Data de inscrição : 18/01/2009

http://www.rafaelfalcon.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por André Klojda em Seg Mar 31, 2014 9:04 pm

Entendi. Vou dar uma olhada nele, mas acho que vou procurar o Faria mesmo, então, para não ter surpresas. Valeu!! Abraço.
avatar
André Klojda

Número de Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Ricardo Henrique em Sex Abr 04, 2014 9:21 pm

Professor Rafael, boa noite!

Quanto ao exercício da Aula 2, não estou achando mais fácil que o da aula 1. Talvez eu prefira um contexto... Mas vou tocando o barco.

Vi o comentário acima sobre a forma sit, mas não consegui localizar no meu "Faria". Só encontrei o verbo sum após a dica acima.

Grato,

Ricardo
avatar
Ricardo Henrique

Número de Mensagens : 6
Data de inscrição : 18/03/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Rafael Falcón em Sab Abr 05, 2014 9:51 am

Caro Ricardo,

Eu me confundi. Ele não dá o "sit", mas o "sis" (2a pessoa).
avatar
Rafael Falcón
Admin

Número de Mensagens : 412
Data de inscrição : 18/01/2009

http://www.rafaelfalcon.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Francisco Campos em Qua Abr 09, 2014 7:12 pm

Olá, Prof. Falcón, acabei de postar minha resposta do texto da primeira aula. Devo esperar agora por algum comentário seu? Sou noviço neste curso e ainda estou meio que perdido quanto a sua sistemática. Se puder me dar alguma dica sobre o que fazer de agora em diante, agradeceria imenso.

Francisco Campos

Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 21/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Rafael Falcón em Qua Abr 09, 2014 10:25 pm

Caro Francisco,

Nem sempre eu comento, mas sempre dou uma lida. Faça seus exercícios, poste na Sala de Estudos, compare com a resposta-modelo, entenda seus erros e passe para a próxima aula. Você pode aprender muito lendo as respostas dos outros alunos também. Use o fórum para tirar dúvidas, postando no tópico da resposta-modelo de cada aula. Eu respondo.

Abs,
avatar
Rafael Falcón
Admin

Número de Mensagens : 412
Data de inscrição : 18/01/2009

http://www.rafaelfalcon.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Francisco Campos em Sab Maio 03, 2014 2:18 pm

Não entendi o emprego da expressão "miseri" no texto da Eneida. Gramaticalmente, bem entendido. A terminação "i" só seria justificada se para indicar o genitivo singular das palavras da segunda declinação. Como pode ser traduzida aqui como o plural de "miseria" - o plural desse termo é "miseriae" no caso vocativo, nunca "miseri", bem como o plural de "miserus" seria "miseros", e não "miseri".
Caso semelhante de liberdade gramatical parece se dar com o termo do segundo texto, "carmina". O mais próximo que encontrei nos dicionários consultados foi "carmine" - onde, a justificação para o emprego do "a" na desinência dessa palavra? Será o plural de um vocábulo neutro, como "carminum", que não encontrei em nenhum dicionário? 
Gostaria de mais esclarecimentos a respeito, Prof. Fálcon.

Francisco Campos

Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 21/12/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Magda Rita Duarte em Dom Jun 22, 2014 4:05 pm

Olá,

só agora pude começar o curso de latim. Estou fazendo doutorado em História Medieval e preciso muito de aprender a língua para ler minhas fontes. Gostei muito da primeira aula e estou ansiosa para ver a segunda. Como já está tudo on line, devo me conter e fazer o dever de casa primeiro para seguir. Em razão do sucesso de vocês, demonstrado nos depoimentos, estou muito otimista! Já tentei aprender sozinha com a gramática, mas não prossegui. Agora é a vez e a hora de aprender, acredito e preciso muito!
Parabéns, Professor, pela iniciativa! 
Grande abraço a todos!
avatar
Magda Rita Duarte

Número de Mensagens : 5
Idade : 37
Nacionalidade : Brasileiro
Data de inscrição : 20/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Diego Pessi em Qui Jun 26, 2014 3:12 pm

Olá, amigos. Comecei o curso agora e, embora não tenha qualquer noção de latim, gostei muito do método.  Um grande abraço a todos. Ao professor, Rafael Falcón, minha eterna gratidão pela oportunidade de suprir essa grave deficiência em minha formação.

Diego Pessi

Número de Mensagens : 6
Data de inscrição : 22/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nova Vida

Mensagem por Tiago de Pauli em Seg Jun 30, 2014 6:56 am

Muito bom dia a todos!
 
Antes de qualquer coisa vou me apresentar. Meu nome é Tiago de Pauli, sou formado em Pedagogia desde 2005, trabalhei cerca de 3 ou 4 em escolas municipais até desistir completamente. Me desloquei totalmente desta área trabalhando desde supermercados à metalúrgicas. O bom nisso tudo (bom ou mal) é que sempre tentei me dedicar a alta-cultura desde cedo. Mal porque comecei da maneira como em média todos começam, sem formação básica pelas Artes Liberais.
Na juventude cursando o ensino médio pela primeira vez tomei contato com literatura e a figura de uma pessoa dedicada a esses estudos. Não era nenhum "mestre" no verdadeiro sentido da palavra, mas já na época imaginava ser alguém como ele, professor Armando. Disso comecei a ler literatura, tudo o que estivesse ao meu alcance, até chegar a Machado de Assis onde via menções a escritores estrangeiros como Pascal e Nietzsche, por exemplo. Com o término dessa etapa entrei para a faculdade de filosofia. Lá os clássicos da filosofia mal entravam em discussão, pois foco era sempre Nietzsche e, principalmente, Heiddeger. Única situação boa que aconteceu neste momento foi ter comprado, por parcelas a perder de vista, o História da Filosofia em 3 volumes do G. Reale e D. Antiseri. Aquele mundo era o meu, fiquei estasiado. Fazia as contas e imaginava chegar aos 32 anos, mais ou menos, com um mestrado. Cursei dois anos e tive que parar por motivos financeiros. Em seguida por indicação de um amigo conheci os trabalhos, ou artigos do professor Olavo, porque até este momento nós dois éramos esquerdistas (risos), e tudo, ou o nada que era minha vida se esvaiu, se desfez como uma fumaça que ao primeiro sopro de uma brisa se deforma. Lia tudo que podia até que ele comprou o livro O Jardim das Aflições, fiquei louco, me apoderei do livro e devolvi muito tempo depois. Essa "revolução" toda do pior para o melhor se deu durante 5 anos, da saída do ensino médio à saída da faculdade de filosofia. Lendo Olavo me deparei com Santo Tomás de Aquino e procurava qualquer indicação no site do professor. Nessa época, em péssimas condições financeiras, como sempre, não podia comprar livros, computador e internet nem em sonho, dependia em tudo e para tudo do meu amigo. Dos 16 aos 21 anos foi o que aconteceu. Aos 22 iniciei o curso de pedagogia através da Universidade Estadual, recém inaugurada, por que era gratuito. Vez que outra conseguia comprar um livro, mas nunca deixava de buscar ensinamentos do mestre Olavo mesmo que fosse por artigos. Então toda literatura e filosofia ruim deixei de lado e passei a me preocupar com o que ele dizia e sobre quem eram os principais na história toda. Muitos anos depois comprei o primeiro volume da S.T., até que compreendia um pouco, mas não conseguia realizar um estudo sem interrupções. Com meu acesso ao facebook me aproximei de várias pessoas dedicadas à vários tipos de estudos e uma delas disse que as traduções portuguesas não eram muito confiáveis, outras diziam e o próprio Aquinate que eram necessários conhecimentos prévios para a filosofia e mais ainda para a Teologia, eu mesmo perguntava enquanto lia se era aquilo mesmo que Santo Tomás queria dizer. Principalmente, minhas dúvidas em relação à Bíblia e suas traduções das mais variadas. Depois de muitos puxões de orelha de todo mundo resolvi parar com tudo e, não recomeçar, começar verdadeiramente uma formação em alta-cultura. Buscava ensinamentos com professor Olavo, Sidney Silveira (tomista, era meu foco), Ricardo da Costa até chegar ao Gugu - Professor Luiz Gonzaga - e através dele ao Professor Rafael Fálcon. E pensei: serão estas pessoas que me direcionarão pelo caminho correto. 
Hoje voltei a trabalhar em escola, só que entrei em crise, até este momento estava tudo certo ler qualquer coisa que fosse possível sem se preocupar com mais nada, mas alfabetizar crianças, ministrar aulas de português e outras disciplinas sem saber falar e escrever bem, minimamente que fosse, como idealmente se espera de um professor (me refiro à esse idealmente em relação aos mestres de 50, 60 anos atrás). Busquei informações sobre gramática, depois sobre as Sete Artes Liberais, este método pedagógico e histórica já "conhecia" de longa data, e foi quando assisti ao hangout da última sexta-feira com os professores do ICLS. Repito em todos os lugares, aquilo foi muito mais do que se pode imaginar, foi uma verdadeira aula. Escrevi sobre este momento que estou passando no perfil do Professor Gugu, depois fiz uma humilde pesquisa sobre o Trivium, mais especificamente, sobre o que era e uma contextualização histórica, e sobre Quadrivium e dediquei esta humilde pesquisa ao Professor Rafael Fálcon. Ele muito gentilmente disse que gostou, deu seu parecer e indicou que fizesse seu curso Leitura dos Clássicos. Entramos em contato e conversamos bastante sobre minha vida, minha história até os dias de hoje e acabei aqui, resolvi me inscrever neste curso maravilhoso, um sonho que está se realizando (até lágrimas vem aos olhos), vou apertar mais o cinto ainda para ir até o fim, ou melhor, o fim desta etapa para depois entrar no nível intermediário. Glória a Deus nas alturas ter colocado esta pessoa fantástica que é o Professor Rafael em minha vida. Deus abençoe a todos!

ATT
Tiago de Pauli
avatar
Tiago de Pauli

Número de Mensagens : 9
Idade : 37
Nacionalidade : Brasileira
Data de inscrição : 29/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Primeira aula

Mensagem por Nasouzafilho em Seg Jun 30, 2014 3:41 pm

Bom dia,
Meu nome é Nelson Filho. Peço desculpas por qualquer falha de acentuação, pois escrevo de um teclado configurado para o francês. 
Estou morando ha 11 meses na cidade do Québec, no Canada. Depois de aprender inglês durante a adolescência, agora estou às voltas com a aprendizagem do francês e, mais recentemente, do latim.
Apesar de ter comprado o primeiro modulo deste curso ha alguns meses, somente agora decidi estudar seriamente até o fim por causa do «empurrão» dado pela sugestão do professor Luiz Gonzaga no hangout do ICLS.
Também sou aluno no Seminário de Filosofia ha 41 semanas e estou na aula 144 do COF, tentando recuperar o tempo perdido em um doutorado do qual não aproveitei nada para meu desenvolvimento pessoal, a não ser um diploma usado quase que como salvo-conduto para sair do Brasil.
Parabéns ao professor Rafael pela realização.
Abraço aos colegas de curso. 
Desejo sucesso a todos!
avatar
Nasouzafilho

Número de Mensagens : 1
Idade : 40
Data de inscrição : 17/02/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por MARIA APARECIDA SPAGLIARE em Seg Jul 07, 2014 10:53 am

Olá, colegas!

Meu interesse em aprender a língua latina apresenta motivações variadas. A primeira delas é porque sou professora de Língua Portuguesa, formei-me em Letras (obviamente kkk), meu primeiro e único contato com o Latim se deu nos dois semestres inicias do curso e me apaixonei. Contudo, ao buscar por estudar latim, só encontrei o Mosteiro São Bento e ali o horário nunca bateu com o meu, devido ao meu trabalho. Sempre me interessei pela origem da língua portuguesa e pelas transformações que sofreu e sofre. Logo, o latim vem a suprir muito desses meus anseios.
Outro motivo é o fato de eu frequentar missas celebradas em Latim. Ao menos uma vez ao mês, eu e meu esposo vamos à Catedral Nossa Sra do Rosário, pertencente aos Arautos do Evangelho, e ali nos maravilhamos com os ritos e cantos gregorianos. 
Pena que, no município onde moro, não há Igreja alguma que celebre assim.
Além disso, o Padre exorcista de Roma, Gabrielle Amorth, em seus livros, relata a grandessíssima eficácia de uma missa celebrada em latim, bem como as orações que viermos a fazer nessa língua. Inclusive, ele diz que nenhum exorcismo é eficaz se não for rezado em latim. Para complementar, vejo o Padre Paulo Ricardo a confirmar isto num de seus excelentes vídeos. Logo, compreendi que o Latim nunca deveria ter saído das escolas. Lamentável!
Com o tempo, e vejo nisto sempre as mãos de Deus e de Maria Santíssima, conheci,por meio de uma amiga, a Camila Hochmüller. Passei a ouvi-la na rádio Vox e a ler seus textos pela internet. Não a conheço pessoalmente (ainda não! rsrs), mas suas reflexões a respeito da educação dos filhos e a ênfase no homeschooling são de grande importância e veracidade.
Como professora, tenho visto a decadência que tanto a educação familiar quanto a escolar assumiram. É preocupante! Ainda não tenho filhos, mas sou extremamente cismada com a educação escolar.
Com o tempo, assistindo aos vídeos do Padre Paulo Ricardo, conheci o professor Olavo de Carvalho. Com este filósofo aprendi e aprendo ricamente por meio de seus vídeos e textos. Ainda é pouco, pois tenho de ser sua aluna, o que pretendo fazer quando concluir este curso de Latim. Ele abriu-me e abre-me os olhos de uma maneira que a realidade que eu via era mera ilusão. Foi quem me ensinou a respeito da educação clássica, a verdadeira educação, da qual fomos privados, me ensinou a respeito de um partido político para o qual passei parte da minha vida iludindo-me de que era o melhor, tendo em vista o meu pai, que foi petista. Graças a Deus ele também abriu os olhos!
Há um mês voltei a procurar por um curso de Latim e deparei-me com um vídeo do Rafael Falcón. Amei! Entrei em seu site e qual não foi a minha surpresa em, ao "fuçá-lo", o jovem professor recomendar os sites do prof. Olavo de Carvalho e da Camila Hochmüller! Era a resposta que eu precisava.
Bem, pensei comigo, este professor de Latim realmente sabe o que é ensinar e educar. Pronto, será com ele, de fato, que aprenderei latim! E, não só o latim, mas também a Cultura Clássica! Foi uma busca de 11 anos até encontrar um curso de Latim a altura.
Assisti ao primeiro vídeo e estou amando... Sei que será um trabalho árduo e é por isso que estou ainda mais empolgada, pois gosto de desafios, de estudar e exercitar meu raciocínio.

Um abraço a todos e conto com a ajuda de vocês!

Deus os abençoe!

MARIA APARECIDA SPAGLIARE

Número de Mensagens : 2
Idade : 35
Nacionalidade : BRASILEIRA
Data de inscrição : 16/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Cláudio Santos em Dom Jul 13, 2014 6:33 pm

Olá pessoal!
Eu sempre tive interesse por latim, desde a época do curso de Direito. Formei-me no início da década de 90. Cheguei a ter cerca de 12 aulas de latim, aos sábados pela manhã, já que em Direito existem muitas expressões em latim. Essas aulas não eram obrigatórias e só um pequeno grupo se inscreveu. O Professor era um advogado, ex-seminarista. Eu gostei muito das aulas, mas ele trabalhava com frases simples do português adaptadas ao latim, com foco nas declinações e gramática, e não com textos originais, mas mesmo assim foi proveitoso. Pena que foram poucas aulas, já que havia pouco interesse das turmas e pouca gente se inscreveu.  Agora com a iniciativa do Rafael, pela internet, surgiu esta nova oportunidade, que vou abraçar.
Meu objetivo é melhorar e manter a qualidade dos textos escritos, já que, com a internet, a tendência é resumir tudo, abreviar e usar somente o coloquial. Sou da época em que ainda se escrevia mais à mão. Hoje em dia é tudo digital e acho que a qualidade da língua escrita vai se perdendo. Por isso não podemos deixar a peteca cair, já que a língua é elemento fundamental de uma nação.
É aí que entra o latim, como fundamento da língua que recebemos. Sem falar que só o ato de ler textos em latim já aguça o espírito criativo, melhorando até a escrita em português, e, já que solta a imaginação, pode  até ajudar aqueles que querem se aventurar pela poesia,  bem mais difícil, mas não impossível.  Quem quer o melhor, tem de se espelhar nos melhores textos, por mais difíceis que sejam ao início. Esse é o ponto mais que positivo do curso do Rafael, que foca no melhor dos textos.
Quanto à Ilíada, Odisséia e Eneida, confesso que conhecia só de ouvir falar, mas já sabia da importância como obras fundamentais da literatura ocidental. Para acompanhar as aulas do Rafael, primeiro procurei ao menos os resumos dessas obras, para poder situar-me, saber exatamente do que se está falando, para facilitar a compreensão pelo contexto da obra.  Foi então que procurei o resumo na Wikipédia, tem versão até em latim, mas por enquanto fiquei na versão em português mesmo.
Agora, mãos à obra! Estudarei sem pressa, revendo as aulas quantas vezes for necessário. O estudo de qualquer língua depende do uso e do tempo para o cérebro poder assimilar aos poucos, e acaba sendo um estudo pra toda a vida, para não “enferrujar” depois.
Abraço a todos.
 

Cláudio
avatar
Cláudio Santos

Número de Mensagens : 3
Idade : 47
Nacionalidade : brasileira
Data de inscrição : 10/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por claudio a prado em Seg Jul 21, 2014 8:48 pm

Prezados amigos,

É uma grande honra e um grande privilégio participar das aulas do Prof. Rafael e estar integrado a este grupo.

Sei que, para mim, o curso de Latim será um extraordinário desafio, uma grande experiência que vou enfrentar com muito entusiasmo e força de vontade.
Será um desafio porque nunca antes naveguei por esses mares! Sou engenheiro mecânico pela Escola Politécnica da USP, com mestrado em Economia pela COPPE-UFRJ, 37 anos de trabalho na Petrobras e aposentado em 2012.

Passei a minha vida trabalhando, estudando e pesquisando na área de Exatas e agora estou enveredando por outros caminhos, por não ter tido oportunidade ou por não ter tido tempo para parar e pensar. Mas, antes tarde do que muito mais tarde ainda!!

O meu interesse pelo Latim surgiu após recentes leituras de livros de filosofia como Nietszche e Schopenhauer e confesso que fiquei apaixonado pelos novos conhecimentos.

Um dos livros que mostrou a importância, ou até a imprescindibilidade, do Latim foi “A Arte de Escrever”, de Schopenhauer e também, do mesmo autor, “Como Vencer Um Debate Sem Ter Razão”. Este último, com Introdução, Notas e Comentários de Olavo de Carvalho que, aliás, estou me matriculando no seu Curso Online de Filosofia.
Com essa leitura, percebi que o Latim é uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento intelectual e do conhecimento ou, falando de outra forma, sem o Latim o conhecimento pode ficar estagnado.

Comprei o livro de Gramática Latina do Prof. Napoleão Mendes de Almeida e no prefácio do livro, no tópico sobre a verdadeira importância do Latim, ele comenta que o italiano Giacomo Albanese, professor de geometria de renome internacional, costumava dizer:

“Deem-me um bom aluno de Latim que farei dele um grande matemático”.

Espero que o inverso seja verdadeiro, embora o “grande” não se aplique a mim.

Peço desculpas ao colega Elpídio por ocupar o seu lugar de decano. Tenho quase 67 anos, mas o corpinho é de 65! ...  Sinto-me como um jovem de 50 anos!
Como mencionou o Elpídio, Machado de Assis teria aprendido Latim com 10 anos, quando era coroinha da Igreja de Lampadosa, e aprendeu grego aos 60 anos.
Estou muito mais atrasado. Mal traçando um paralelo, vou começar aprender Latim aos 67 e estou decidido a aprender grego num futuro bem próximo, muito bem próximo, senão não dá tempo. Já pensou aprender grego aos 115 anos?

Estou muito feliz por ter encontrado este mundo novo, este recanto que é um refúgio onde se pode abrigar de um mundo maluco em que as prioridades estão concentradas em times de futebol e carnaval. Não que eu não goste, mas não são as minhas prioridades.

Sou muito grato ao prof. Rafael pela excelência das suas aulas, à Day pela sua simpatia e paciência e a todos os colegas por me acolher.

Desejo muita sorte e sucesso a todos,

Um grande abraço,
avatar
claudio a prado

Número de Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Rafael Falcón em Seg Jul 21, 2014 10:41 pm

Caro Claudio,

Se você fizer jus aos méritos do antigo decano, cujo lugar acaba de tomar, em menos de um ano estará muito próximo de nosso Machado. Segundo a minha experiência com alunos de diversas idades, na hora de aprender latim a velhice é uma vantagem (contrariamente ao que dizem os preconceitos populares).

Um abraço e bons estudos.
avatar
Rafael Falcón
Admin

Número de Mensagens : 412
Data de inscrição : 18/01/2009

http://www.rafaelfalcon.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Ter Jul 22, 2014 7:12 pm

Prezado Cláudio,

Cedo-te com alegria meu lugar de decano, percebendo quanto de empenho demonstras. E ao Professor Rafael: sinto-me lisonjeado com suas palavras. Bons estudos para aquele e boa tradução de Santo Alberto Magno para este!
Abraço
avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 331
Idade : 51
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por claudio a prado em Ter Jul 22, 2014 11:23 pm

Prezado Prof. Rafael,
Vou me esforçar muito para fazer jus aos méritos do antigo decano e, com a ajuda da sua excelente orientação, estou certo que vou conseguir. Ainda mais sabendo desta vantagem!
Ao colega Elpídio, é com muita honra que ocupo o seu lugar. Sinto muito, mas a minha vantagem é flagrante!!   

Um forte abraço.
avatar
claudio a prado

Número de Mensagens : 6
Data de inscrição : 17/07/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por João Pedro de M. Camargo em Sex Jul 25, 2014 4:39 pm

Gostei das aulas até agora, parece tudo muito fácil de aprender. Já conhecia o Rafael de vista pelo ICLS. Eu sempre fui interessado em latim, mas nunca tive a chance, eu comecei no COF com Napoleão, mas n deslanchei. Aí eu fiquei sabendo do curso, pretendia economizar pra comprar, mas aí qndo soube da promoção, tive que correr e comprar. Tenho 21 anos e faço Direito, que não tem nada a ver comigo.
avatar
João Pedro de M. Camargo

Número de Mensagens : 9
Data de inscrição : 30/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Cristiano Mora em Qua Jul 30, 2014 10:13 pm

Boa noite. Sou químico. Pretendo ler os livros de cantos em latim de minha mãe. Ensinar meus filhos. Se Deus permetir gostaria de chegar a poder ler textos medievais da Igreja, entre outros, originais. A primeira aula está simplesmente perfeita.

Cristiano Mora

Número de Mensagens : 1
Idade : 41
Nacionalidade : Bra
Data de inscrição : 29/06/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Jeanderson Oliveira em Sab Nov 01, 2014 12:02 pm

Gostei da forma como foi conduzida a aula, muito diferente dos métodos que já tentei. Sou aluno iniciante do Prof. Olavo que despertou novamente o interesse em aprender o Latim.
avatar
Jeanderson Oliveira

Número de Mensagens : 34
Idade : 31
Nacionalidade : Brasileiro
Data de inscrição : 30/10/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Renã Pozza em Ter Jan 06, 2015 3:46 pm

Olá a todos!

 Fiz a primeira aula há quase duas semanas; mas como moro na praia, tenho trabalhado muito nesta época do ano e só consegui fazer a lição de casa hoje. Gostei muito do método da aula e espero conseguir seguir um bom ritmo. 

Meus interesses em aprender latim: aprender a organizar melhor a mente, buscar ler os textos antigos na íntegra, rezar como a tradição milenar da Igreja sempre rezou e já fazer um gancho para aprender com mais facilidade outras línguas. 
Confesso que tive muita dificuldade em fazer o exercício. Preciso melhorar muito nas próximas aulas e lições, e comprar urgentemente o dicionário recomendado pelo Rafael. e  

Fálcon, obrigado e parabéns pelo curso! 
Colegas, espero que possamos interagir, certamente, terei dificuldades. Um abraço.

Renã Pozza

Número de Mensagens : 2
Data de inscrição : 17/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Apresentação

Mensagem por Plcasprov em Qui Jan 29, 2015 8:50 am

Saudações!

O que posso dizer do curso? É uma maravilha! Totalmente diferente dos métodos convencionais, e muito mais filosófico: aquela comparação do "gramaticismo" do idioma com a medusa do poema de Tolentino me extasiou, e me ajudou a refletir sobre o modo como eu petrificava (e ainda petrifico) a realidade com os meus olhos de medusa.

Diferente dela, ainda tenho tempo para a redenção: sou jovem, 18 anos. Estou no segundo ano do curso de filosofia do seminário diocesano de Jacarezinho, e neste ano inicio o curso de história na UENP. Conheci o professor Olavo no ensino médio, por intermédio da minha professora de filosofia e de sugestão do pe. Paulo Ricardo, há cerca de 4 anos. Já o achava "o cara" quando li alguns livros dele (guardo alguns trechos de A Filosofia e seu Inverso ainda hoje no coração), o que me levou a entrar no COF, ano passado. E foi também pela sugestão dele que conheci o professor Rafael Falcón, há cerca de um mês. 

Embora eu não seja um aluno exemplar - por razões disciplinares, mas também por falta de boas amizades que me impulsionem - resolvi entrar nessa e assim, pasmem, criar alguma disciplina para o estudo. Interesso-me pelo latim ainda por razões intelectuais e religiosas: quero ter contato com as experiências e impressões das gerações de pessoas que nos antecederam, e neste caso o latim é uma ponte; quero rezar em latim, uma das línguas da tradição, e isso tornar-se-á ainda mais necessário caso me forme um sacerdote.

Enfim, se alguém quiser me adicionar eu deixo o link para o meu facebook abaixo. Não somos nada sem as nossas amizades; sem pessoas que nos façam sempre volver novamente o olhar desviado para os nossos objetivos primeiros e íntimos. Esta é uma forma que Deus sabiamente usa para nos manter na linha rsrs

Idem velle atque idem nolle.


Cordial abraço,


Pedro Casprov.


https://www.facebook.com/Plcasprov

_________________
Salve Regina!
avatar
Plcasprov

Número de Mensagens : 1
Idade : 20
Data de inscrição : 18/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Vrinda Medina em Sex Mar 20, 2015 3:51 pm

Olá prezados!!
Eu quero agradecer a oportunidade desta oferta de um curso de latim on-line, pois moro em uma cidade do interior de minas e acredito que sem este, seria quase que impossível fazer um curso de latim. Cheguei até aqui por ter acompanhado o trabalho do professor Olavo e seus alunos, mas o que me motivou a querer levar a sério este estudo é a preocupação que eu tenho com a educação da minha filha e dos próximos filhos que pretendo ter. Então, preciso começar por mim mesma.

Agradeço fraternalmente pela oportunidade,
Att.
Vrinda
avatar
Vrinda Medina

Número de Mensagens : 1
Idade : 36
Data de inscrição : 18/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Michele em Ter Abr 28, 2015 10:12 pm

Olá a todos!

Pelo que pude ver muita gente começou o latim por inspiração do prof. Olavo. Eu, por outro lado, tenho outros motivos. Desde a graduação sonho em trabalhar com uma obra que ainda não foi traduzida nem transcrita para o português. Hoje, no doutorado, me dei a liberdade de trabalhar com a dita obra, nesse sentido o latim é ferramenta fundamental. Por enquanto estou apenas no processo de transcrição da fonte (o que já é bem trabalhoso, principalmente por estar transcrevendo uma língua que não conheço/domino), mais adiante procederei à tradução, e aí sim o latim será exigido ao máximo.

Inicialmente posso dizer que o latim é muito difícil! Mas espero sinceramente que essa dificuldade diminua com o tempo.

Abraços!
avatar
Michele

Número de Mensagens : 1
Idade : 30
Data de inscrição : 19/04/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Apresentações e impressões da primeira aula

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum