Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1, 12

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gai Valeri Catulli Veronensis Liber 1, 12

Mensagem por Elpídio Mário D Fonseca em Qua Abr 27, 2016 8:01 pm

XII. ad Marrucinum Asinium
Marrucine Asini, manu sinistra
non belle uteris: in ioco atque vino
tollis lintea neglegentiorum.
hoc salsum esse putas? fugit te, inepte:
quamvis sordida res et invenusta est.
non credis mihi? crede Pollioni
fratri, qui tua furta vel talento
mutari velit: est enim leporum
differtus puer ac facetiarum.
quare aut hendecasyllabos trecentos
exspecta, aut mihi linteum remitte,
quod me non movet aestimatione,
verum est mnemosynum mei sodalis.
nam sudaria Saetaba ex Hiberis
miserunt mihi muneri Fabullus
et Veranius: haec amem necesse est
ut Veraniolum meum et Fabullum.

 
Utor, eris, uti, usus sum, v. dep. Usar, fazer uso, empregar, servir-se.
Belle, adv: lidanemnte, bem, deliciosamente.
Linteum, i, sn: tecido de linho; vela; cortina; túnica,; guardanapo.
Neglegens, neglegentis: adj. Negligente, descuidado.
Salsus, a, um, adj: espirituoso, jovial, engraçado.
Fugio, is, ere, fugi, fugitum, fugir, escapar; evitar
Quamvis, de fato, sem dúvida.
Invenustus, a, um, adj: sem graça, infeliz,  sem elegância.
Muto, as, are, avi, atum: mudar, modificar; trocar. Transformar.
Vel: mesmo, por exemplo.
Differtus, a, um, adj, Cheio, apinhado.
Quare, pelo quê, por isso; porque.
Aut, aut, ou, ou.
Remitto, is, ere, misi, mittum, reenviar, tornar a mandar, largar.
Sodalis, is, s m: Companheiro, camarada.
Mnemosynon, (num) s n: lembrança
Nam, conj: De fato, realmente.
Sudarium, i, s. n: Lenço.
Saetabus, a, um, adj: de Sétabis, cidade da Hispânia Tarraconense.
Hiberus, a, um: adj. Ibero, natural da Ibéria, Espanha.
Mitto, is, ere, misi, missum, deixar ir; enviar, mandar.
Munus, eris, s. n: Presente, dádiva.
 
 
 
 
XII. A Marrucino Asínio
Marrucino Asínio, não empregas
bem a mão esquerda: no jogo e no vinho
tomas o guardanapo dos descuidados.
crês que isso é engraçado? Evita isso, inepto:
sem dúvida é uma coisa sórdida e sem graça.
não crês em mim? Crê no teu irmão Polione,
que quis até transformar teus furtos em
talento: é ele, portanto, o menino
cheio de lebres e facécias.
pelo quê, ou espera trezentos hendecassílabos
ou devolve minha túnica,
a qual não me move pela estimação,
é verdadeiramente minha lembrança de camarada.
de fato Fábulo e Verânio
mandaram-me de presente,
das Ibérias, lenços de Setábis:
por isso é que é necessário que eu
os ame como meus Veraninho e Fábulo.
 


avatar
Elpídio Mário D Fonseca

Número de Mensagens : 325
Idade : 51
Nacionalidade : brasileiro
Data de inscrição : 20/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum